terça-feira, 30 de setembro de 2008

Comemoração do centenário. (1908-1992)

(O Avô e a Avó Caldeira Cabral)

Do nascimento do Prof Dr. Francisco Caldeira Cabral. (vulgo meu querido avô Xico)

Não foi só um pioneiro e visionário da arquitectura paisagística, foi também um homem excepcional e um avô doce e meigo que deixou toneladas de saudades...Um cantor excepcional.
Um homem de muitos talentos, muitos ofícios e de uma generosidade e humanidade que o tornou ainda mais raro.
Era um Professor nato, em essência, dotado, nascido para transmitir sabedoria e ao mesmo tempo o melhor aluno que qualquer professor poderia ter.

"In his words “The task before us is to ensure that the landscape shall be again one – the town, the country and the factory – one in beauty, one in the collaboration of their functions and in the understanding of people that is the real foundation of Love and Peace among men”.

Citação do Prof. Caldeira Cabral, extraida do discurso da presidente da IFLA para a abertura das comemorações do centenário.

“the way he talked made us feel… the sacredness of the earth and of the life it contained, revealed in so many different forms where Man was merely the administrator and the guardian. He also made us think and feel that men are all part of that same life, of the same planetary ecosystem at the top of the food chain, filled with life and with a sense of sacredness, as was wild life and human life, the only difference being that we were aware. I had never until then heard anyone say that human beings were a link in the same ecosystem.
of the Earth.”

Citação de Maria Celeste de Oliveira Ramos relativamente ao seu Professor Francisco Caldeira Cabral. Extraido discurso da presidente da IFLA.


24 comentários:

Ferreira-Pinto disse...

Notei com enlevo a forma como aqui são realçados as virtudes do seu avô ... e agora retiro-me pois nestes momentos mais que as palavras, deve falar o silêncio respeitoso!

Joaninha disse...

Ferreira pinto, foi um previlégio o conviver com uma pessoa assim...

Krippmeister disse...

Os alunos não esquecem um professor com a vontade e humildade de aprender para melhor poder ensinar. É o tipo de pessoa que inspira qualquer um, seja em que área fôr.

antonio - o implume disse...

No amor seremos eternos.

Tiago R Cardoso disse...

gostei da homenagem, acredito de facto que tenha sido algo de extraordinário conviver com alguém assim.

Joaninha disse...

Krippa,

É verdade, os alunos não esquecem e as netas também não :)

António,

Para sempre...

Joaninha disse...

Tiago,

Sem duvida, foi uma honra um previlégio, é pena que a genialidade não sela hereditária ;)

beijos

Carol disse...

oh, Joaninha, que homenagem tão bonita... E merecida, pelo que pude ler!

Karin disse...

Não conhecí o teu avô, mas pela homenagem vejo que foi uma pessoa que deixou muita coisa boa, profissionalmente e pessoalmente. Parabéns.
bjs

Salto-Alto disse...

Fogo, que privilégio viver com alguém assim! Parabéns!

Blondewithaphd disse...

So sweet of you this homage to your granddad. It must have been truly amazing!

Joaninha disse...

Dear Blonde,

I am quite sure you would have liked him a lot. He was extremely intelligent and witty and it was a delight for all who like a god intellectual challenge.
Also, he spoke several languages, as you do. You could have spoken to him in english, or german, our french, our spanish, and of course portuguese, he was fluent in all of those languages.
And for all that love music, he sang like few, opera that is, learned it in Germany I believe, wile studding to become landscape architect, after is degree in Agronomic sciences.
He once sang at the S. Carlos theatre.
But the true geniality has his humanity, his devotion to his family and the loving way he treated all. For him even the most despicable human being was to be treated with the up most respect.
I truly believed you would have liked him, as I am sure he would have liked you to.

kisses para ti!

Joaninha disse...

Karin,

Deixou sim, muita coisa boa, pena que tenha sido tanta que não dá para escrever tudo aqui :)

Salto e Carol,

Obrigada.

alf disse...

Há pessoas realmente extraordinárias e que nos marcam... certamente que com o passar dos anos irás encontrando em ti algumas dessas qualidades que tanto admiras, pois que nós vamo-nos sempre aproximando dos nossos modelos - e essas qualidades já estão a fazer o seu caminho em ti desde pequenina.

Joaninha disse...

Alf,

És um querido, mas receio que não tenho nem 1/100 do talento nem do génio nem da humanidade necessária. No entanto confesso que me esforço para não o desiludir, muito pelo menos ;)

beijos

Blondewithaphd disse...

Bem, e tu não tens também um talento para as línguas minha querida? Sim senhora, I liked reading you in English. And, who knows, if time was different I might even have met him in any academic meeting or so.

joshua disse...

Notável, sem dúvida. Faz-me lembrar o meu avô dramaturgo e encenador. As saudades podem ser cortantes.

[Vejo que o nosso Pepe le Pew falou de amor. Pudera! Trata-se, convém não esquecer, do Pepe le Pew.]

beijos

PALAVROSSAVRVS REX

Joaninha disse...

Josh,


Tens razão são cortantes...Mas por outro lado fui positivamente surpreendida por esta homenagem, afinal Portugal sempre se vai lembrando dos grandes que teve. Demora mas acaba por se lembrar.

Conta do teu avô um dia destes.

Quanto o nosso canarinho...É um querido, no seu arrastar de asa constante pró teu lado, mas olha que tu provocas, ó lá se provocas ;)

um beijo

António Inglês disse...

Joaninha

Cá estou e percebo agora a quem a menina sai...
Saio em silêncio e em honra de seu avô.
Um grande abraço e falaremos mais tarde sobre as nossas visitas lá para os "nossos" lados
António

Maria Manuela disse...

Tens mais do que motivos para te sentires orgulhosa.

bj

Joaninha disse...

antónio meu amigo, quem me dera...Obrigada pelo elogio.

beijos

Manuela,

Tenho sim...

beijos

Allanah disse...

Se mandas calinadas destas em ingles quando mandas mails para os teus clientes eles nao podem ter muito boa impressão tua!! VÊ LÁ SE OLHAS PARA O QUE ESTAS A ESCREVER OH MANINHA!
Saudades do avô sim... muitas.

Joaninha disse...

Olha lá ó pinderica!

Relamente não olhei para o que escrevi, é um facto!

E não não dou calinadas destas quando troco e-mails com os clientes porque nesse caso tenho mesmo que ler o que escrevo. E para alem do mais esta merda não dá para corrigir o comentário depois de postado o que é uma parvoeira.

Antipatica

Joaninha disse...

I am quite sure you would have liked him a lot. He was extremely intelligent and witty and it was a delight for all who like a god intellectual challenge.
Also, he spoke several languages, as you do. You could have spoken to him in english, or german, or french, or spanish, and of course portuguese, he was fluent in all of those languages.
And for all that love music, he sang like few, opera that is, learned it in Germany I believe, wile studding to become landscape architect, after is degree in Agronomic sciences.
He once sang at the S. Carlos theatre.
But the true geniality was his humanity, his devotion to his family and the loving way he treated all. For him even the most despicable human being was to be treated with the up most respect.
I truly believed you would have liked him, as I am sure he would have liked you to.

Já está ó palerma, quem te ouve ainda pensa que és o cumulo da prefeição menina. Old your horses uma vez por outra, não és propriamente um exemplo