sexta-feira, 14 de dezembro de 2007

Pedaços dela

Perdi-me no escuro carreiro estreito.
Doíam-me as costas no caminho,
Pesava-me toneladas a dor no peito.

Entrei olhando de frente para a porta.
Jazia só deitada de costas no leito,
Branca como pedra marmore, morta.

Fechei a porta e deixei-a ali ficar,
Espalhando pedaços dela, sozinho,
Foi carpir as mágoas junto ao mar

17 comentários:

Krippmeister disse...

O que é carpir? Desculpa a minha ignorância, mas lembra-te que eu sou o gajo que achava que quaresma era um queijo e que não fazia puto de ideia o que era uma levada de água (que depois vim a saber que é um sulcuzinho minúsculo de 10 metros que se limpa com uma pázinha em coisa de 15 minutos).

antonio disse...

A passagem é sempre um caminho estreito, pese-nos as costas e o peito, que o destino final será sempre o mesmo: cal, pedras e terra. Resta-nos sempre o mar confidente habitual das nossas mágoas.

Gostei das tuas lágrimas.

Allanah disse...

LOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL
Oh Krippahl, não sabes o que é "carpir"?? És mesmo alemão porra...

Krippmeister disse...

Esqueceste-te foi de me explicar o que é carpir. Depois do comentário xenófobo ainda havia espaço para a explicação ò miss "ah, e tal, isso é no máximo 10 metros"

Se fosses uma gorda de bigode, insultava-te, mas como és gira ficamos por aqui :-)

Joaninha disse...

Meninos, então, mas que violencia é essa?

Krippahl,

Carpir.
Do latim Carpère - que significa arrancar.

Quer dizer - Lamentar, chorar, manifestar de forma ostenciva a dor de uma perda.

Allanah,

Podias ter explicado. Ou será que também não sabias? hihihihihi

António.

Obrigada

Abobrinha disse...

Joaninha

Está giro mas um bocadinho deprimente. A não ser que ela tenha morrido depois de uma sessão interessante com o assassino da moto-serra e não de amor. Aí torna-se um pedaço mais interessante!

Joaninha disse...

É verdade abobrinha,

Mas sabes que nesta altura do ano avivam-se as memórias de pessoas que já se foram mas que me fazem muita falt e depois daá nisto.

Já leste o comentário do António? Esta lindo...

Abobrinha disse...

Joaninha

Eu sei, e nem imaginas como. Por isso é que eu chutei para a javardice.

Abobrinha disse...

E sim, li o comentário do António mas estou a chutar para canto.

JPVale disse...

"... espalhando pedaços dela..." ???... :|
... mas por onde tem voado esta joaninha?
Tou a ver que não perdi muito. ;)

Olá Joaninha!
Krippmeister, Abobrinha, Allanah, et cetera...
Credo! Ainda continuas aturar esta malta?

Pelo blog ser um local de encontro, a todos desejo os habituais, muitos e futuros Felizes Natais e prósperos Anos Novos. Abarrotar de Paz, Alegria e muito Amor - em sentido lato, restrito, aconchegado e em boa companhia -, bláblá bláblá.
Um abraço,
;)

Jose Gonçalves disse...

Sem me querer intrometer neste interessantíssimo diálogo, venho desejar-lhe um BOM NATAL e um NOVO ANO cheio de coisas boas e com menos dores de costas, que são as piores...logo a seguir às dores de parto e a um valente pontapé nos ditos...
Um beijinho
José Gonçalves

Joaninha disse...

Olha, olha o JPvale está de volta!!!
Como vai isso?
Um Bom Natal e um ano novo cheio dessas coisas todas para ti tambem.
Espero que desta vez fiques por cá!
Um abraço!

José, tens toda a razão :)

Abobrinha disse...

JP!!!!!!!!!!!!!!!!!

Benvindo!

A Joaninha é uma querida e continua a aturar a mesma malta. O blogue dela é um farol de sensatez no meio da insanidade que é a blogosfera (gostaste, Joaninha? Ainda mais potente que a das pernas jeitosas!).

Espero que as coisas estejam mais calmas para o teu lado. Podes ir ao meu blogue, mas aquilo piorou 50 vezes (no mínimo), por isso não me responsabilizo!

Beijinhos e Bom Natal

JPVale disse...

Joaninha, para teu bem não te prometo nada... :)
No entretanto, como para a Joaninha e para o nosso Krippa pró ano haverá mais neve e “deslizes” pelos Pirenéus, decidi presentear-vos com este delicioso teledisco (creio que o descobri no Arrastão). Agora se percebe porque o Pai Natal e os duendes são tão «alegres» :))
Boas Festas e um Santo Natal.

Abobrinha
50 vezes pior??
Livra!!!
Obrigado e um Santo Natal.

Joaninha disse...

Abobrinha estou de babete neste momento para não sujar a pilha desmesurada de papeis que tenho em cima de secretária e que estou a ignorar.
Mas que elogio!!

JP,
Tiveste direito a Post, a isto é que eu chamo um comeback!

JPVale disse...

Só comeback!?
Foi antes uma recepção de primeira classe. Melhor acolhimento só num paraíso tropical...
só por este festejo irei ausentar-me por mais uns mesitos, que tal? :)

Joaninha disse...

Na, na, na JP estás de volta, estás de volta, agora não vale fugir!