terça-feira, 25 de novembro de 2008

Carta ao Dr. Dinossauro Tirano,


Caríssimo e prezadíssimo Dr. Cheio de Dentes Aguçados,

Espero que esta missiva o encontre bem, rodeado de dodots cheirosas, fraldas, e gaze para o fresco umbigo.
Por essa maravilhosa novidade lhe deixo os meus mais sinceros e sentidos parabéns, mais sabendo o quanto esse coração de réptil de sangue frio se sente e recente diante de toda essa pequena e dominante doçura. Imagino-o submerso nesse mar imenso de ternura de dentes arreganhados em êxtase de prazer paterno. Deixo também um abraço à sua doce senhora, que de certo brilha mais ainda do que antes, também ela, e mais ainda, imergida nesse mesmo êxtase em que o meu caríssimo amigo se encontra.
Não o maço porque sei que o tempo, neste seu momento, é sempre mas sempre tão pouco que se não lhe prestamos total vassalagem perdemo-lo, e ele é irrecuperável.
Escrevo apenas para lhe agradecer. Assim, obrigada meu caro, pelo pequeno empréstimo dos seus conhecimentos, pelo lustro puxado a um trabalho tão insonso, e pela ternura dispensada a uma insegura figura um tanto estranha e desconhecida.
Sem este seu apoio conhecedor, sem o seu pequeno atiçar de ideias, não teria por certo tido tamanho reconhecimento.
É vossa excelência sem duvida tiranamente bom, mesmo quando finge morder cruelmente...
Desta forma me despeço, desejando-lhe felicidade, dessa total e absoluta, dessa que se deseja quando se tem para além do respeito, uma sincera admiração.

JCC

27 comentários:

Salto-Alto disse...

LOOOL! Dos melhores posts que já li! :)

Perla disse...

Belíssimo encadeamento de palavras numa mensagem singular!

(só um reparo: não quererias dizer imergida (mergulhada em) em vez de emergida (saída de)?
Não leves a mal.
Beijinhos

Krippmeister disse...

Aquela bosta de mac onde ela escreve não deve ter corrector ortográfico, de tão minimalistas que são os bardamacs...

O tio Rex teve filhos? :-)

Está giro migalhinha! Beijão

Joaninha disse...

Carol may friend,

Tens razão queria dizer imergida e não emergida...gracias, aqui ninguem leva isso a mal antes pelo contrario |:)

Krippa,

Não foi culpa do Mac foi culpa da dislexia da Joaninha que nunca conseguiu escrever estas palavras sem as trocar...Well nobody is prefect :)
E sim o Tio Rex teve mais um rebento, neste caso rebentinha :)
beijos

Saltinho,

Obrigada linda.

beijos

Joaninha disse...

Ups Perla desculpa

Não era carol era a perla, que tonta, isto de trabalhar abda a dar mau resultado :)

beijos

antonio - o implume disse...

Vê-se que não conheces o bicho... de qualquer forma ele aprecia um bom elogio (e feito com sinceridade, ainda mais).

Abobrinha disse...

Parabéns à Joaninha pela prosa e ao T-Rex pela poesia! Deve ter sido um parto fácil: os dinossauros reproduziam-se por ovos, sabias?

Tiago R Cardoso disse...

O Rex vai se babar todo, tou como o António...

sonhos/pesadelos disse...

bem!....brilhante post,fiquei estupidamente presa ao agradecimento prestado a tal figura!
adorei...mesmo!
parabéns, bem!....
bjs endiabrados

Ferreira-Pinto disse...

Este Dr. Tirano é um Rex, sim senhor ... de dentes afiados mas quando lhe dá para a emoção, também chora!
Merecida carta esta.

joshua disse...

Caríssima Joaninha, quisera dar-te maior apoio que o que na verdade, tão pequeno!, te dei, mas calhou que a tua necessidade sobreviesse em dias trabalhosos, nas imediações e subsequências de um parto iminente e, além de ocupado, submerso na minha bebé e na sua mãe adorável, confesso que não anda muito boa a minha cabeça, o meu coração e todas as tripas funcionais que os antigos associavam a emoções. Nunca fui de maus fígados, mas hoje transpareço muita bílis. Não sei. Escandalizo-me apaixonadamente com a sorte do meu País e com a minha.

Suponho que o Outono, língua em que, segundo a Blonde, aqui e ali tenho escrito, está a perturbar-me, a mexer de um modo estranho comigo ao ponto de me fazer sofrer de um modo redobradamente esquisito e estúpido.

Tens, e têm os amigos de quem tanto gosto, o Tiago, o Tarantino, o António e tantos outros, de me dar o desconto por muitos excessos de verve e défices de moderação argumentária e atenção devida, porque estou dado a alguma ausência também.

Estou em crise, mas não em crise de escrever e voltar a escrever. Aí sinto-me produtivo e reprodutivo, fazendo filhos todos os dias-poemas. É uma crise epocal e metabólica que se sacode com uma boa coça fisiológica cuja receita eu conheço e domino.

A nossa relação de amizade, escorreita e estavelmente estranha ou estranhamente estável, multifacetada que seja, é esta viagem pelos meses que bem vês e parece que pelos anos, sempre renovada e sempre reiniciada. E parece-me que será sempre assim.

É porque me recuso extinções e relegações ao oblívio que mordo e devoro devastadoramente, encostado às tábuas por forças mais poderosas que eu e às quais recuso dar tréguas, apesar de detentores eles e não eu da muleta e agentes eles da estocada.

Esqueço frequentemente que só sobreviverei na medida em que 'todo me morra' nesta Poesia que beija e arrebata, provando que o vedadeiro bicho insensível e cruel são os outros porque alheados, alienados, ignorantes da Suprema Beleza Perturbadora e Desinstalante do Poema Inédito, e nunca eu, que sou somente o respectivo Poeta, Artífice e Manufactureiro de Pretéritas Emoções Póstumas.

Coisas que tu [está provado!] bem sabes de mim e outros somente supõem saber.

Beijo

joshua
PALAVROSSAVRVS REX

joshua disse...

PS.: Não há dúvida de que este teu texto está muito meigo e intenso, Joaninha!

Obrigaducho! Daqui, nós os quatro, neste pequeno paraíso de estar juntos no beijo, na atenção e na ternura de todos os dias, te enviamos um beijaço.

O apelo a que tu mesma reproduzas esta Comunidade de Amor e da mais Excelsa Felicidade Sem Dinheiro, mas magnificamente ardorosa, no calor de um quarto pequeno, já to fiz. Ao princípio é natural que resistas. Depois nunca mais fazes sentido sem o que um dia enlouqueceste gerar!

O tal beijaço

joshua
PALAVROSSAVRVS REX

Blondewithaphd disse...

Eu sei que sou muuuuuuuuito loura, por isso alguém me explica? Please!

alf disse...

Eh eh mais um genial flash da Joaninha! Está a tornar-se um hábito!!! Fascinante

Vou reler isto várias vezes. Vou guardar... um texto destes pode ser muito útil para inspirar outras cartas..

Carol disse...

Não percebi nada, até ler os comentários...
Parabésn pelo texto e parabéns ao Rex pela coragem de aumentar a sua prole.

Joaninha disse...

Joshua!

Relativamente ao teu segundo comentário
Ai, ai, ai..
Juizinho ;)


PS: Estás completamente descontado :) meu amigo, até porque os teus excessos de verve são geniais de ler, como tal excessa-te o quanto quizeres ;)


Beeeijo para a familia toda!

Joaninha disse...

Loirissima minha cara,

Então é assim:

1 - O Dino Rex deu-me uma mãozinha (preciosa diga-se) num trabalho prá escolinha :) Daí o agradecimento.
E teve uma menina daí os parabens.

Capiche?

beijos

Joaninha disse...

Alf,

Grão a grão vou-te convencendo é o que é :)

Obrigada pelo elogio.

beijos.

Carol,

Vamos lá saber, já ens novidades literarias no eu blog?
Eu gosto de musica, mas prefiro ler os teus poemas, se não for pedir muuuuito, pleeease...

Gracias :)

beijos

annie hall disse...

Voltei:)
No meu nome outsider
http://.outsider-ana-abrantes.blogspot.com/
não consigo fazer o link com a joaninhavoavoa:((((
O seu M.pode dizer como resolver o caso?
inhos

Joaninha disse...

Tia Annie,

O problema está no link, o link tem um erro, é joaninhavoavoa-joaninha, mas está joaninhavoavoa_joaninha...É só corrigir e vai funcionar.

Um beijinho grande

Pequito Romero disse...

... ai a batoteira que anda a entregar trabalhos feitos com a prestimosa ajuda ali do Mestre Saúrio! :)

Rafeiro Perfumado disse...

Chamar-lhe dinossauro é na esperança qeu lhe caia um meteorito em cima? ;)

Beijoca!

Blondewithaphd disse...

Ó kida, então você é uma seguidora lá do dito cujo? É uma amorosa! Bigadas!

Carol disse...

Joaninha, na verdade tenho lá um post novo, mas não é um poema. Foi algo que escrevi para alguém que amo muito e que está a passar por um mau bocado. Há momentos em que a poesia sai muito negra e essa acho que não vale a pena partilhar...

Para breve teremos novos poemas e a resposta a um desafio que me foi lançado.

Carol disse...

Esqueci-me de te agradecer a receita miraculosa. Não chguei a experimentar, porque já não foi necessário mas, para a próxima, qual médico qual quê?!

Aquilo deve é dar uma moca...

prafrente disse...

Essa é boa.Qual é a empresa que fabrica dodots para um Tiranossauro?
Mas afinal quem será esse ser vivo que você ama com tanta paixão?
Será parente da minha professora de CLP (comunicação em lingua portuguesa)? Espero que ela não descubra este comentário...

rosa disse...

és a maior... beijo grande, prima querida