quarta-feira, 28 de outubro de 2009

E já vão quase 3 meses...

...que deixei de fumar.

14 comentários:

Abobrinha disse...

Estás a brincar! Parabéns, linda!

Joaninha disse...

Nup, não estou a brincar :)

Obrigada, eu sabia que tu ias gostar.

beijos

El Matador disse...

Aí é que é. Não desistas. Eu fiz agora 1 ano que deixei e só me arrependo de não ter deixado antes.

antonio - o implume disse...

Ah! Já tinha reparado naquele quilito a mais, mas que te fica tão bem!...

O Sousa da Ponte disse...

Parabéns...

Agora é não recair...

Abobrinha disse...

Eu gosto, mas os teus pulmões e a tua pele é que vão adorar! Ah, e a tua carteira também.

Blondewithaphd disse...

Eia!!!!!!! Continua assim que só te faz é bem!

Daniel Santos disse...

E muito bem!

Ferreira-Pinto disse...

Pois fica Vossa Senhoria notificada por esta forma, e espero não ter de recorrer a uma notificação judicial avulsa pois isso custar-me-ia os olhos da cara para não dizer mais qualquer coisa, que aqui o Doutor Abirrante, como tiveste a gentileza de me nomear, exige que no mínimo essa abstinência e temperança perdure por muitos e longos meses.
Juro-vos eu que um belo dia amarfanhei o maço de tabaco, deitei fora todos os isqueiros, o cinzeiro e gastei quase 40€ numa caixa de adesivos que nunca usei, que é possível largar tal vício.
Aqui o doutor vai em 36 meses!

Joaninha disse...

DR. Abirrante os meus parabéns...

Pois olhe eu cá ando com um maço de tabaco isqueiro e toda a panafernalia a trás, no entanto não lhe toco faz 3 meses...

Não deixei de fumar, estou sem fumar e assim espero estar durante longos e longos anos :)

beijos

Krippmeister disse...

Estás de parabésn todos os dias, mas fica aqui mais uma vez o devido reconhecimento da tua força e disciplina. Parabéns linda!

Ferreira-Pinto disse...

Subtil diferença efectivamente essa entre o deixar e o estar; vejo que a donzela começa a apreender os meandros esconssos do discurso jurídico com ligeiro pendor para as ciências políticas :)

alf disse...

Ah, isso é uma grande vitória pessoal!

Olha, eu estou quase como o Churchil: deixei de fumar umas vinte vezes. Até ter aprendido que dcepois de deixar de fumar não posso tocar num cigarro. Caía sempre no erro de pensar: já deixei de fumar há tanto tempo que não fará mal se der agora umas passas. Asneira!

Já não fumo há muitos anos e não faço tensões de alguma vez mais pegar num cigarro. O cigarro não tem nada de positivo. Ainda se fosse dos antigos, tabaço forte e sem filtro, gitanes rubios e coisas assim... mas deste que se vende mais vale dar cabeçadas na parede. Fumar não é prazer, é masoquismo.

Quando voltares a pegar num cigarro, voltarás a fumar o que fumavas antes de teres deixado de fumar; não há meio termo, não há essa coisa de «fumar menos», «reduzir o tabaco»; ou fumas aquilo que o teu «coeficiente de viciação» determina, ou não fumas.

Algumas pessoas conseguem não se viciar porque têm um coeficiente de viciação nulo; essas podem gerir o que fumam; mas quem já teve hábitos regulares de fumar não pode ter ilusões: é viciável.

Olha, a Vida é tão mais agradável quando nos libertamos do vício do tabaco...

JP disse...

Finalmente uma boa notícia. :)
Os meus parabéns!
Beijinhos :)