quarta-feira, 11 de março de 2009

Monologo a dois.

- Já escrevias qualquer coisinha por aqui, não?....
- Gostava. Mas preparo-me para desiludir alguém que, a meu ver, teve mais confiança em mim do que aquela que sou merecedora...( em tom lamuriosamente arrastado)
- Ai sim?
- Pois, acontece-me volta e meia, quando as pessoas vêm em mim capacidades que não tenho. Fico triste quando isso acontece, não gosto de desiludir quem respeito.
- És uma vitima... (em tom jocoso)
- Não! Vitima não sou, não sou é lá muito inteligente. (profundo suspiro)
- A continuar assim vais longe, vais sim senhor. Mas que conversa mais idiota.
- Idiota mas verdadeira!
- Está bem, se é assim que pensas...
- Até já.
- Até já

22 comentários:

manuel gouveia disse...

Não te amamos pela tua inteligência, mas por aquilo que tu és, inteligente, bem disposta, com um a cordar agradável e bem humorada...

manuel gouveia disse...

Apesar de não me comentares no 2711!

Daniel Santos disse...

“To become truly great, one has to stand with people, not above them.” - Charles de Montesquieu

antonio - o implume disse...

Joaninha, não se sentir particularmente inteligente é normal numa mulher entre homens... mas nós gostamos de ti.

Abobrinha disse...

A esse diálogo tenho uma coisa a propor: post de gaja!

Abobrinha disse...

"Joaninha, não se sentir particularmente inteligente é normal numa mulher entre homens"

... engraçado, não me pareceu que fosse este o problema! Mas pronto, sou capaz de ser eu que ainda estou meia a dormir!

Joaninha disse...

Manuel, quem lhe disse que eu tinha um acordar agradavél enganou-o bem...Ou então estava a brincar o que quer dizer...

Eu comento sim senhora no 2711!! Ai! comento sim!

Obrigada pelo comentário, beijos

Daniel,

Que simpatia, Charles Montesquieu, esse meu amigo dos compendios de Constitucional!
Mas não deixa de ser verdade, era um tipo brilhante.

beijos

António meu caro, respondo mais tarde que agora tenho mais que fazer;)

JPVale disse...

Então Joaninha?
Ou é do curso ou é falta de carinho... lol
Força! Cada vez melhor...
Bjns

Blondewithaphd disse...

E qual é esse medo tão grande que te põe a escrivinhar parvidades destas?! E ó mulher tu atira-te a quem diz que sentir-se menos inteligente é normal numa mulher entre homens! Engraçado, eu sempre senti o oposto!:)

Joaninha disse...

António meu caro,

"não se sentir particularmente inteligente é normal numa mulher entre homens..."

Não me lembro de ter dito se a pessoa em causa era homem ou mulher...

A inteligência das mulheres e dos homens é como as vivências do cão e do gato.
O cão vive a duas dimensões o gato a três. Não é uma questão de estudo, a genética favoreceu-nos no que toca as capacidades intelectuais, vocês não tem de se sentir diminuídos por isso, como parece que por vezes se sentem. Têm os machos qualidades importantes que falham as fêmeas, é assim mesmo a natureza das coisas. A nossa capacidade intelectual é sem duvida superior, mas vocês são mais rápidos, regra geral mais altos e fortes, enfim..E mais "focados".

Neste caso não sou uma mulher entre homens, sou uma pessoa que não consegue abarcar um conceito e que, por esse motivo, vai desiludir outra pessoa que está convencida que eu consigo.

A relação com o género aqui não existe...Mas compreendo que tente espreme-la cá para dentro.

Não se sinta inseguro, apesar dos cursos superiores, dos estudos, das pós graduações e de tudo mais que já tenha ou possa vir a ter, não sou nem nunca serei mais do que sou agora, porque a minha inteligência (que não é muita perante vultos como a Blonde ou o nosso caro Tirano) já está definida, agora resta saber o que consigo fazer com ela.

Por isso, pese embora o embaraço que o seu comentário causou aqui a algumas congéneres de género :) (que estão no meu coração) mantenho por si a consideração que sempre me mereceu, e digo-lhe que não se apoquente, nem eu vou deixar de amar os meus sapatos devido aos estudos jurídicos, nem o António vai ficar menos inteligente por eu adicionar mais um ponto ao meu, modéstia à parte, volumoso historial curricular.


beijos

Ferreira-Pinto disse...

Um tipo distrai-se e armam aqui um estenderete à conta de guerrilhas de sexos, com comentários e citações e afins ...

Pois eu, no alto da minha sapiência de mais uma década de existência que a menina, assumo aqui e agora que, na generalidade dos casos, me borrifo para o que esperam de mim. A sério, porque aprendi que temos os nossos tempos, termos e meios ...
Friso, que usei algures por aqui um "na generalidade". Excepções, que são honrosas, abro-as para meia dúzia de casos e pessoas!

Montesquieu?
Provavelmente ... embora haja melhor!

Blondewithaphd disse...

Entonces:
Break a leg e m... m... m...!!!!!! Go get 'em girl!!!!!!!

Joaninha disse...

Carissimo Ferreira,

Pois eu cá chateia-me, apenas e só quando nutro respeito pelas pessoas, desiludi-las assim...intelectualmente falando claro está. Mas pronto também ninguem mandou achar que eu sabia bué daquilo e que tinha sido só azar o que aconteceu!

Agora, aqui vou jo, espetar-me em grande estilo. É certo que é em grande estilo porque estou de saltos altos e como sempre cheia de estilo (gaba-te cesto!)...Lá está:

Eu sempre disse que ela era gira, nunca disse que ela era inteligente (eu volta e meia também gosto de falar de mim na 3 pessoa, é cool!)

Beijos

Loira,

Pelo escalar dos nervos ainda parto é as duas...Gracias, beijos

Rafeiro Perfumado disse...

Não acredites em todos os testes de QI que fazes, jove... ;)

Beijoca!

Blondewithaphd disse...

E então, que tal correu? Estás viva?

antonio - o implume disse...

Ca granda agitação! Quem disse aquela barbaridade sobre a inteligência das mulheres? Espero não ter sido eu!

Sabes que eu adoro o espírito feminino (que consegue compensar sempre alguma dificuldade ou outra com aqueles assuntos de homens em que as mulheres se insistem meter).

Bjnhos, gosto mesmo de vir aqui.

manuel gouveia disse...

Afinal sempre me comentaste! Gostaria de saber a tua opinião sobre a lição de Isaurinda. (passo a publicidade)

Krippmeister disse...

Face aos teus resultados do ultimo semestre, tenho a dizer que essas tuas inseguranças intelectuais não se justificam.

Dá-lhe migalhinha!

Ups, perdão... Dra. Eng. Migalhinha

Abobrinha disse...

António

"Sabes que eu adoro o espírito feminino (que consegue compensar sempre alguma dificuldade ou outra com aqueles assuntos de homens em que as mulheres se insistem meter)."

Confesso: tenho alguma dificuldade em competições que se destinam a ver quem mija mais longe. Mas também não me meto nelas, porque são inúteis. Quanto aos restantes assuntos de homens, não estou a ver dificuldades.

Joaninha disse...

Krippahl!

Não me chames essas coisas que me deixas com cabelos brancos!

Obrigada pelo apoio sem os amigos isto seria infinitamente mais dificil!

beijos

O Sousa da Ponte disse...

Oh rica filha ... isso para mim é falta de uma praia e dum solzito.

Vai até à Fonte da Telha que o tempo está óptimo, apanha sol, toma um banhito e vais ver que as coisas melhoram logo.

Isso é a ressaca do inverno...

O Sousa já fez o tratamento à base de sol e mar e até já se sente menos burrito !

Juanita disse...

Joainha, como você. Mas, brasileira e com idade para ser sua mãe, estou gostando de passear pelo seu blog e ler as coisas que escreve.
Um grande abraço de Brasília nesta 5ª feira às 14:01 horas.