sexta-feira, 13 de março de 2009

Em vazio intelectual

Àh! O belo vazio intelectual...
Buraco negro imenso, maior que o centrão da nossa galáxia leitosa, para onde é sugado todo o conhecimento, adquirido à força da queima de pestanas...Esses belos elementos pratico/decorativos que sobre os olhos nascem enformando-os.
É fulminante! Completamente impossível de recuperar o conhecimento que vai, desfeito em partículas sub-atomicas, consumido em sofrimento pelo belo vazio intelectual!
É assim que em lamurias imensas, recorrendo às poderosas contraforças do esquecimento tentamos salva-lo, esse precioso saber imenso, ou ínfimo, o que seja, do devorador negrume violento do imenso buraco central do cérebro em esforço.
Salva-se então apenas o periférico, o indirecto, aqueles complementos locais do que devia ser um enorme conhecimento central...e claro o bom senso...
Ser salvo, in extremis, do meio um coice de hormonas poderoso, de revolução interior acoitada pelo medo, pela raiva de estar perdido, pelo desespero profundo, já em quebra, por uma voz que se eleva...”Pense...Faz todo o sentido”. É delicioso meus amigos ;)

E pronto, mas para quem se preocupa com o meu estado mental, que meus caro sejamos honestos, está bem longe do considerado “normal”. Afirmo, reafirmo e confirmo a minha premissa, “sempre disse que ela era gira, nunca disse que era inteligente”.
Os meus sapatos continuam a ser a minha coroa de gloria, e continuo a ser capaz de ler revistas como a "Caras" durante horas!
Adoro usar belos chapéus, sou gaja até ao tutano, fútil sempre que a tal me posso dar ao luxo, e espero daqui a 2 anos ganhar o euromilhões, acabar o curso.
Ser dondoca sempre foi o meu sonho de criança e mantenho a minha esperança!

(isto tudo para dizer, sim, correu bem, está feito!)

12 comentários:

antonio - o implume disse...

2 anos? É agora quanto dura um curso?

Parabéns pela boa prova, espero que não tenhas divagado como aqui...

Joaninha disse...

António,

Antes mais obrigada pelos parabéns.

Não, o curso dura 3 anos, mas eu estou a contar em ganhar os euromilhões nos proximos dois...acabo o curso já milionária, dá jeito ;)

Por lá não tive tempo para divaganços, embora tenho tido umas saidas dignas como por exemplo ter chamado ao nosso pais "portugalzinho" ou ter dito que o "principio contitucional da desborucratização" era um belo principio se fosse aplicado por cá, coisa que não acontece...hehehe, lá esta, não resisto à piadinha facil, é terrivel ;)

beijos

Abobrinha disse...

Joaninha

Então também tinhas dito ao António que eras tão genial que acabavas o curso só em 2 anos? Pensei que era segredo, que só tinhas dito isso a mim!

Olha, e quando te sair o euromilhões... ... eu sou tua amiga!

Joaninha disse...

Abobrinha may love,

Pois, isso e batatinha a murro ;)

beeijos

Blondewithaphd disse...

Ah ganda Jo!!!!!!!!!!! Assim é que é mulher!!!!

No resto, já te disse que tenho uma divisão só para sapatos? E que a minha colecção de chapéus é histórica? Gaja que é gaja é sempre gaja, com exames ou sem eles!:)

Joaninha disse...

Blonde minha querida,

Da tua divisão de sapatos já me tinhas contado, mas da tua magnifica colecção de chapéus não! Venham de lá esses ossos minha amiga! Somos gajas com G grande.:)

Mas olha que eu ainda estou a milhas de ti a nivel de capacidades intelectuais minha cara...Ficamo-nos pela competição sapatologica pode ser...Quer dizer, também me ganhas nessa...Enfim, é a tal superioridade das Loiras da qual eu sempre suspeitei :)

beijos e obrigada pelos parabéns, não foi facil, justiça seja feita aos professores que foi de uma paciência infinita e de um positivismo em relação a mim inabalavel!

alf disse...

Genial e fascinante esta descrição do que sentimos quando a memória se revolta contra o abuso que dela fazemos!

Eu acho bem (muito bem) que sejas assumida e competitivamente «gaja», e que vás pondo umas fotos de sapatinhos com tanta perna a acompanhar quanto possível; não percebo é que te preocupes em ser competitivamente «intelectual».

... deve ser influência de ainda andares na escola... como aluna ou como professora... o mundo da escola é seriável,comparável, classificável... mas o que tens de conseguir é seres «inclassificável», «incomparável»... «fora de série»... como o és, como o é o António, etc, os outros todos que andam por aqui. Certo?

Krippmeister disse...

Boa Joaninha! Toda a sorte do mundo para esse plano ambicioso de ser dondoca milionária. Mas se me permites sugeria que completasses o desejo com algo do género "...e poder levar os meus amigos designers carecas prá neve com tudo tudo pago" : )

Bjão fofura!

Carol disse...

Também não me importava nada, mas nadinha de ser uma dondoca milionária... Principalmente agora que ando tão saturada de tudo!

Perla disse...

Também não sei para que queimo eu as pestanas... para que trabalho... se o que vejo é dinheiro a sair do bolso... e depois o esforço não é recompensado

(mas a mim também correu bem... venha o próximo!)

Obrigada pela visita!

Beijinhos

antonio - o implume disse...

Gaja que é gaja, por muito insistires foi-te concedido o que pedias!

Daniel Santos disse...

Parabéns pela pro e pela belíssima divagação.