quarta-feira, 17 de janeiro de 2007

A arte de fazer ronrom


Fiquei a saber que há quem não saiba que nós também fazemos ronrom
Passo a explicar como:
Antes de mais é imperioso uma manta, uma mantinha quentinha daquelas de lã.
Depois um bom sofá, uma sala porreira, quentinha, se tiver lareira ainda melhor.
Depois já se está mesmo a ver, deitadinha no sofá enroladíssima na manta, com a televisão a passar uma M*** qualquer. Os olhos abrem e fecham, dá-se um jeitinho à manta , dois minutos de atenção à televisão e mais 15 a dormitar.
Um chá quentinho também ajuda. No entanto obriga a alguma actividade extra, realmente importante é a manta e o sofá.
Assim se passa uma tarde inteira, ronronando e passando pelas brasas.
Alguns acessórios ajudam muito, como um cão ou um gato que partilhe do gosto pelo não fazer nenhum, um marido compreensivo que faça o chá e as torradas enquanto nós “ronronamos” deliciadas no sofá. Enfim...
Sei que há outras pessoas que levam esta arte tão seriamente como eu...Não é Rosita??
Agora fica explicado para todos aqueles que me olham com um ar atravessado cada vez que eu digo que quero ir para casa fazer ronrom!

9 comentários:

Krippmeister disse...

E os maridos vão fazer o chá e as torradinhas porque as damas querem fazer ronrom como os gatinhos. Muito bem...

Espero que demonstrem a mesma compreensão quando os maridos se virarem para voçês e disserem:

"Querida, quero tomar banho como os gatinhos. Lambe-me."

Joaninha disse...

Ó meu amigo Krippmeister, o meu amigo nunca teve gatos pois não. É que os gatos lavam-se a ele proprios não pedem ajuda, por isso.....Cada um se lava como quer e desde que o marido não seja contorcionista...É um bocado nojento, mas depois toma banho com água e sabão e já está, como novo.
És mesmo doido!!!:-)))))

Anónimo disse...

É verdade, a arte de fazer romrom tem que se lhe diga!!!!!! Beijinhos e romrom do Marte!

Krippmeister disse...

Se pedem ajuda para lhes fazerem torradinhas e chá, também podem pedir para tomar banho... É uma mudança no paradigma! Vamos acolher a mudança!

Joaninha disse...

É só malbaratar, malbaratar.
Está oficialmente aberta a guerra ao careca (leia-se Krippmeister)!!!!
E quanto á conversa dos banhos dos gatos e mai não sei quê, fique sua excelencia Exmº srº Drº careca a saber que os gatos não gostam muito que lhes deem banho. Eles gostam é de se lavar sozinhos!!
Não é como outras especies que andam sempre atrás de quem lhes lave as costas. Eles chegam a todo o lado.

Krippmeister disse...

Pois tem razão sim sra. É o velho paradigma do cão: Porque é que o cão lambe os tomates? - Porque pode.

:-)

Krippmeister disse...

Pois tem razão sim sra. É o velho paradigma do cão: Porque é que o cão lambe os tomates? - Porque pode.

:-)

Zica Cabral disse...

Joaneira da titia....................olha aqui outra sobrinha e que prazer eu tenho em te encontrar aqui. Foi atrave´s de um comentário da Tété a um dos meus blogs que vos encontrei e agora já não largo.
Tenho muitas saudades vossas e tu nunca mais escreveste. Até porque eu mudei de email e aquele para onde costumavas escrever já não existe.
Adorei o texto do ronrom até porque tb tenho a minha gatinha Xinha que faz sem precisar de mantinha :-)

beijinhos grandes da titia muito amiga
Zica

joana disse...

Olá titia!
Foi maias por isso que eu não volteia a escrever, porque a ultima vez que tentei o E-mail veio devolvido.
Espero muitos comentarios e visitas ao meu blog.
BJS muito grandes