sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Segredo

Um dia conto-te o segredo, só a ti, ao ouvido.
Um dia destes mostro-te o caminho, sem te dizer onde vai dar, levo-te e deixo-te para descobrir sozinha.
Um dia ainda te mostro as estrelas. Um dia em que estejas distraída, porque se, ao vê-las, te assustares, digo que a culpa não é minha e tomo-te nos braços dando-te o ombro para chorares, reclamando indignado contra quem te leva a tais lugares.
Um dia conto-te o segredo...Mas hoje não.

7 comentários:

antonio - o implume disse...

Os segredos esperam as suas oportunidades, mas não digas nada a ninguém que é segredo...

Krippmeister disse...

Repito-me mas, dás gosto ler :)

Beijão

Blondewithaphd disse...

Então porque é que estiveste a dizer que contavas, hum? Assim não vale!!!

alf disse...

hummm.... entendido... é mais ou menos o que eu ando a fazer no «outramargem»... a contar um segredo... mas ainda não...

O Sousa da Ponte disse...

Votos de bom Natal e muitas felicidades para 2010

Goldfinger disse...

Minha amiga


Passo hoje depois de tanto tempo sem por aqui aparecer. Não por qualquer razão em especial, apenas porque me cansei um pouco da Net nada mais.

Como os amigos não se esquecem, cá estou a desejar-lhe um Santo e Feliz Natal na companhia dos que mais ama.

António

Rui Figueiredo Vieira disse...

Joaninha um Feliz Natal. Beijos