quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

A Rainha Má.

(Desenho "fanado" ao Krippmeister)

Quando a mim me olho e que me vejo,
Inchada em todo meu orgulho e desejo,
Penso. Sou mais bela das suas criaturas
De todas aquelas ditas belas, ditas puras.

Sei bem que meu espelho não me mente.
Que reflecte o que vê e aquilo que sente.
Pois face tanta beleza não poderia mentir,
Inebriado na formosura, só ousa reflectir.

Aí! Como sou bela e isso me custa tanto
Que quase, em dor, me desfaço em pranto!
Ser bela assim é sina só de mulher forte,
Porque me calharia a mim tamanha sorte!

Sei bem, belo espelho meu, que é verdade,
O que reflectes não é da tua criatividade.
Mas se o for repara bem, espelho meu.
O anterior mentiu, vê só no que isso deu!

12 comentários:

Krippmeister disse...

Fanado nada. Podes usar os desenhos que quiseres, se isso te ajudar a escrever.

Fico lisonjeado :)

Beijão

Krippmeister disse...

Faltou dizer que adorei o poema. Tá mesmo lá!

antonio - o implume disse...

Fiquei fascinado com tanta beleza... embora registe a ameaça velada ao espelho.

Não posso comentar pois da belezura só lhe conheço o tornozelo...

Blondewithaphd disse...

Ah, ganda espelho!!!!!!!! Tens aí mais algum que dispenses a uma Blonde?:)

Rafeiro Perfumado disse...

O meu espelho não diz que eu sou o mais belo, aliás até costuma olhar para mim, apontar e desatar a rir, o palhaço. Qualquer dia leva nas trombas...

Ferreira-Pinto disse...

Isso deve ser um espelho fanado a algum mágico, isso sim!

Segunda-feita terás resposta às tuas questões sobre a solução da crise.
Vai lá ler e verás!

joshua disse...

Que saudades, Joaninha! Que saudades! Reflectir dá-nos cabo da paz e da capacidade de despreocupação. O espelho faz exactamente o mesmo.

BEIJO!

Salto-Alto disse...

A tua escrita fascina-me. Completamente. ADOREI ADOREI ADOREI!

Joaninha disse...

Obrigada a todos pelos comentários, estou sem tempo, de momento, para responder..

Beeijos

Joaninha disse...

Krippa,

Espero ter honrado o desenho que está absolutamente genial :) gracias.

António,

Claramente não estou a falar de mim, sou um nadinha convencida mas não chego a este ponto. No entanto, se só conheçes o tornozelo, andas distraido, há por todo o blog fotografias da minha de cara e de corpo inteiro.

Blonde,

Eu gostava de ter um assim, quanpdo o descobrir empresto-te ;)

Rafeiroso,

Tem um espelho com sentido de humor, isso é bom!

beijos

alf disse...

Muito bom! Conseguiste inovar sobre um tema que não é nada novo!

(é como descobrir algo de novo num teorema de pitágoras que tem mais de 500 demonstrações diferentes..)

Perla disse...

Que bem!

Muitas vezes o espelho só reflecte aquilo que queremos ver!

Bjinhos