segunda-feira, 21 de maio de 2007

Viver!

Eu quero é viver de mente aberta
E de peito escancarado.
Melhor assim do que viver lentamente
Ou mesmo viver parado!

Quero é que ela corra desvairada,
Se atire a mim furiosamente,
Que me leve de corpo e mente,
Como no estouro da boiada!

Quero mais é que ela me invada,
Que me leve no seu peito
Me embrulhe no seu leito,
E me deixe morrer estafada!

Porque assim é que é viver,
Viver tem de ser assim
Para não poder dizer
Que foi pouco, no fim!

5 comentários:

Krippmeister disse...

Coração de poeta, sempre permeável aos tsunamis emocionais. Mas é precisamente isso que te traz essa creatividade toda.

Allanah disse...

A nossa escritora da familia! A mae sempre disse que devias ter ido para letras!!

Joaninha disse...

Muito obrigada pelos elogios!!

miguelav disse...

Ela passa por nós a abrir,
Ligeira, livre e a brilhar,
Feliz, alegre e a sorrir,
Parece a joana a esquiar.

Há momentos perfeitos,
de cores garridas e brilhantes,
momentos por ti feitos,
para mim os mais importantes.

E agora que já és crescida
e os sonhos já lá vão
anda viver a vida
vem comigo, da-me a mão.

Joaninha disse...

Estão a ver, o meu maridão tb é poeta!!!
Está lindo meu querido!
BJS